PortugueseEnglishSpanishArabic

A VERDADE SOBRE O HOMEM MAIS RICO DO MUNDO

A Revista Forbes publicou há poucos dias que Jeff Bezos é o homem mais rico do mundo. O fundador e diretor executivo da Amazon atingiu o patrimônio líquido de US$ 200 bilhões, segundo a publicação norte-americana. Até aí tudo bem. O que a mídia esquece de ressaltar, entretanto, é a história do muçulmano Mansa Musa, décimo governante do Império de Mali, que teria juntado uma fortuna muito maior do que a de Jeff Bezos.

De acordo com muitos historiadores, Musa teria acumulado, na moeda atual, o equivalente a US$ 400 bilhões. “Os relatos contemporâneos sobre a riqueza de Musa são tão impressionantes que é quase impossível ter uma noção de quão rico e poderoso ele realmente era”, analisou Rudolph Butch Ware, historiador da África Ocidental na Universidade da California, durante entrevista à BBC. Assim, o bilionário rei muçulmano precisa estar no topo de qualquer lista monetária.

Mansa Musa, que nasceu em 1280, herdou o trono de Mali em 1312. Naquela época, o local contava com mais de 3,2 mil quilômetros e países como Costa do Marfim, Senegal, Gâmbia e Burkina Faso faziam parte do império africano. Sob o comando de Musa, porém, Mali se estendeu por várias regiões vizinhas e se tornou maior e mais próspero.

MAIOR QUE JEFF BEZOS OU BILL GATES

As terras eram repletas de recursos naturais abundantes, principalmente, ouro e sal – que também contribuíram significativamente para a riqueza do líder muçulmano. Para se ter ideia, cerca de 25 cidades foram anexadas ao seu reino. A principal era Tombucto, antigo centro de aprendizado e escambo, onde Mansa construiu seu palácio, uma mesquita e uma universidade — as duas últimas estão em pé até hoje.

Mansa Musa ficou muito mais conhecido durante a famosa peregrinação que fez a Meca, também conhecida como Hajj, que se tornou um dos pilares do Islã. Não foi como qualquer outra viagem já testemunhada. Musa literalmente pavimentou com ouro seu caminho para a Meca, Arábia Saudita, e colocou definitivamente seu reino no mapa. Durante a jornada, que contou com milhares e milhares de acompanhantes e servos, Musa construiu uma mesquita todas as sextas-feiras e distribuiu muito ouro. Ele ficou famoso por sua generosidade e bondade.

A história conta que Musa doou terras, casas e riquezas aos descendentes do Profeta Muhammad, que encontrou durante a peregrinação para Meca. Alguns, principalmente artistas e acadêmicos, ele levou junto, no retorno, para ajudar a desenvolver o império de Mali. Por isso, ao falecer aos 57 anos, em 1337, o líder negro muçulmano não deixou somente um legado financeiro, mas também a importância do intercâmbio cultural durante suas viagens.

É verdade: Jeff Bezos é o único bilionário que acumula US$ 200 bilhões nos dias atuais, porém, o executivo da Amazon não tem de forma alguma um patrimônio maior do que o lendário líder do Mali. Eventos da história não podem ser substituídos com tanta facilidade.

Aproveite, baixe o nosso Ebook e saiba todas as vantagens em ser certificado Halal.

Acesse: https://cdialhalal.com.br/

Leia Também:

✔ O Poder do Selo Halal

✔ O efeito Halal no Pós Pandemia

✔ Centro de Divulgação do Islã para América Latina distribui cestas básicas com frango para mais de 400 famílias em São Paulo (capital e interior), São Bernardo, Salvador, Criciúma e Rondônia na próxima segunda-feira, dia 18 de maio, durante o Ramadã

✔ Mercado global de alimentos embalados deverá atingir US$ 4,89 trilhões até 2027

✔ Cdial Halal renova certificação com o Conselho Religioso Islâmico de Singapura e Brasil abre mais oportunidades para expandir seus negócios

Confira também

A CDIAL

A empresa tem como missão oferecer ao consumidor muçulmano produtos Halal, sendo reconhecida mundialmente como uma empresa de excelência na certificação de alimentos Halal e abate de animais, gerando sempre oportunidades de negócios e de valor, compartilhadas com a sociedade brasileira.

Contato

Instagram