PortugueseEnglishSpanishArabic

Muçulmanos da região do ABC se encontram para quebrar o jejum da alimentação.

São Paulo, abril de 2022 – Com a prática diária de jejuar do nascer ao pôr do sol durante o Ramadã, o mês sagrado para a população muçulmana, a quebra de jejum, chamada Iftar, é um momento de celebração e união. Foi com esse intuito que a CDIAL Halal, autoridades políticas e religiosas estiveram reunidas, na noite desta quarta-feira (27), para a celebração do final do jejum do Ramadã, em São Bernardo do Campo (SP).


Dentre os presentes, o presidente de Centro de Divulgação do Islam para América Latina, Ahmad Ali Saifi; CEO da Cdial Halal, Ali Saifi; diretor de operações da CDIAL Halal, Ahmad Mohamad Saifi; o cônsul do Líbano, Ruddy Al Kazzy; o cônsul da Turquia, Gursel Evren; a consuleza do Egito, Nashwa Bakr; o cônsul da Malásia, Radihisham Ismail; presidente da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (CCAB), Osmar Chohfi; o prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando; presidente da Mesquita de São Bernardo do Campo, Jamal Abdouni; e o líder da Mesquita de São Bernardo do Campo, Abdul Salam Imam, além do ex-deputado, Antonio Goulart dos Reis e atual vereador Rodrigo Goulart (PSD), entre outros participantes.

“Aproveitar esse momento para reunir as pessoas é algo fundamental para nós, muçulmanos. É um momento para celebrar a vida e agradecer a Allah por tudo que somos e conquistamos. Somos uma comunidade que veio para somar, para prosperar e valorizar cada vez mais o ser humano. No Brasil, somos quase 1,5 milhão de muçulmanos, que trouxeram de suas origens sabedoria, entusiasmo e muita vontade de trabalhar. Estamos aqui para somar e fazer o bem, fazer com que o mundo seja melhor, mais humano”, enfatiza o CEO da Cdial Halal, Ali Saifi.

Mercado árabe – A população muçulmana é a que mais cresce no planeta: são mais de 1,8 bilhão de pessoas, com estimativa de aumentar para 2,8 bilhões em 2050, segundo o relatório State of the Global Islamic Economy.
De acordo com presidente da CCAB, ”o Brasil é um grande fornecedor de alimentos para o mundo árabe. Grande parte destes países têm sua segurança alimentar garantida pelas exportações brasileiras. O comércio geral do Brasil com o mundo árabe, em 2021, somando todas as exportações, foi de US$ 24 bilhões. Portanto, os países árabes são muito importantes para o Brasil, porque eles nos fornecem aquilo que faz a nossa agricultura ser produtiva”, explica.

O presidente da CCAB ainda salienta: “Grande parte da agricultura brasileira depende dos fertilizantes que são exportados por estes países. A família Saifi é um exemplo claro do êxito e da contribuição que a nossa comunidade de origem árabe trouxe para o Brasil. A comunidade árabe é um alicerce sólido da sociedade brasileira”.

Ramadã – É o 9º mês do calendário islâmico e tem a duração de 29 a 30 dias.
Porém, todos os anos acontece em datas diferentes, já que a contagem dos dias no calendário islâmico depende da visualização dos movimentos da Lua.
Durante esse período, a adoração a Allah é intensificada, são realizadas reflexões diárias, leitura das sagradas escrituras e dedicação à caridade. O povo muçulmano do mundo todo se abstém de comer beber ter relações conjugais, práticas consideradas lícitas e naturais no período que vai desde o nascer ao pôr do Sol, como a intenção de elevar a fé e mostrar a capacidade de se abster não apenas de práticas pecaminosas, mas também daquilo que é lícito e natural na nossa vida em prol de sua devoção ao Criador.

LN Comunicação
Lucia Nunes – diretora e jornalista responsável – 11 99968.4105
Simone Cesário – assessoria de imprensa – 61 99911.7059
assessoriadeimprensa@lncomunicacao.com.br

Confira algumas fotos do evento:

Confira também

A CDIAL

A empresa tem como missão oferecer ao consumidor muçulmano produtos Halal, sendo reconhecida mundialmente como uma empresa de excelência na certificação de alimentos Halal e abate de animais, gerando sempre oportunidades de negócios e de valor, compartilhadas com a sociedade brasileira.

Contato

Instagram